PENADINHO: VIDA

Leitura e HQs | Por Lucas Fowl | Em 02/06/2015

O sétimo volume que carrega o selo Graphic MSP, "Penadinho: Vida", é a releitura da história da "Turma do Penadinho", pelos olhos e talento de Paulo Crumbim e Cristina Eiko. Fantástico e sem igual! Confiram.


PENADINHO: VIDA

Cavaleiros e Cavaleiras, bem vindos a mais uma dica de leitura para a semana! Já estou desde a semana passada programando essa postagem, peço desculpas pela demora mas precisava de tempo para escrever sobre algo tão incrível

Está nas bancas a sétima edição do selo Graphic MSP, um projeto audacioso que surgiu depois da MSP + 50, onde 50 desenhistas (sortudos e verdadeiros artistas) foram escolhidos para fazer as suas próprias versões, releituras, dos clássicos já criados por Mauricio de Souza

O primeiro volume da Graphic foi "Astronauta - Magnetar"(de Danilo Beyruth, lançado em outubro de 2012), onde pudemos ver uma versão adulta e séria de um personagem que sempre teve potencial, mas que nunca foi tão explorado ou nunca ganhou tanta atenção assim nos quadrinhos - não com aquele uniformezinho redondo, né. O segundo volume que ganhou o selo foi "Laços" dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, e desde então eu fascinado e virei grande fã, as demais HQs também foram incríveis e eu venho acompanhando desde o lançamento de cada nova edição, mas, estou aqui justamente para falar sobre a edição que foi lançada neste mês de maio que acabou de acabar. Mas calma leitores de HQs, fãs de Mauricio de Souza e apreciadores de arte, eu voltarei para falar sobre todas elas. 


Hoje falarei sobre a Obra Prima criada pelo casal Paulo Crumbim e Cristina Eiko. Conheci esse casal em 2013 em um evento em Sampa e comprei o Quadrinhos A2 diretamente da mão deles, super simpáticos, e toda essa simpatia é transmitida para tudo que eles fazem - tanto os HQs quanto o jogo que criaram recentemente. E isso está muito na cara - logo na capa - de "Penadinho: Vida".

Para quem não sabe, Penadinho, ou "A Turma do Penadinho" eram personagens de um mundo sombrio criados por Mauricio de Souza em meados de 1963~1970, por ali. Esses personagens nas mãos de Paulo e Cristina ficaram caíram na mão feito uma luva, perfeitos. 

A maneira que transmitem a inocência e ao mesmo tempo uma certa superioridade dos personagens, uma maneira singela de transformá-los em fofos e perigosos ao mesmo tempo. 

Na trama, a Dona Garça procura por Alminha para poder reencarná-la, e claro, Penadinho entra em crise com medo de não conseguir falar sobre seu amor por ela. Logo de cara já podemos notar que a vida ali no cemitério é um tanto monótono e para passar o tempo acabam brincando de esconde esconde (coisas que os mortos fariam durante as madrugadas? Quem sabe). Zé Vampir lembra muito alguns personagens fofos vistos em mangás do Akira Toryama, Frank gigante e com um rostinho inocente e meio lesado, Muminho faz referencia às suas faixas soltas e com sobras e também ao seu sarcófago (coisa de múmia), juntos precisam sair à procura de Alminha, que depois de uma pequena discussão acaba se perdendo. A história fica um pouquinho mais complicada para o time de criaturas sombrias quando dois demônios (Amaimon e Pazuzu) acabam saindo para capturar almas para o homem que os mantém como escravos, Sr. Crowley (sacaram agora a referencia sobre manter demônios como escravos?). 


Depois de "Laços" e "Bidu", "Penadinho: Vida" entrou na minha lista de melhores releituras desse projeto. Tanto por eu ser bastante fã dos trabalhos do casal, e também pelo fato de "A turma do penadinho" ter sido um dos quadros mais interessantes que sempre prenderam a minha atenção quando criança, ver todos os personagens que sempre víamos nos quadrinhos e de uma forma tão intrigante, diferente, empolgante, é mais do que fascinante. 

Todos os personagens que constantemente apareciam no cemitério estão lá presentes, Lobi demora para aparecer mas quando aparece é de maneira épica, e claro, fiquei esperando a Dona Morte aparecer desde o comecinho, e quando apareceu me arrancou suspiros, fiquei apaixonado.


Belíssimo trabalho de Paulo e Cristina, recomendo à qualquer um que goste ou não de personagens sombrios, de humor em um HQ ou de Turma da Monica. Penadinho – Vida (formato 19 x 27,5 cm, 80 páginas) é uma publicação da Panini Comics e já está nas bancas de todo o Brasil, em duas versões: capa dura (R$ 31,90) e capa cartonada (R$ 21,90).

Em breve voltarei para falar de outros volumes da Graphic MSP, aguardem! ;)