MARATONA - MAD MAX (PARTE 1)

Filmes | Por Lucas Fowl | Em 07/05/2015

No embalo de Mad Max - Estrada da Fúria que chegará nos cinemas no dia 14 de maio, venho até vocês, queridos leitores introduzi-los no mundo de Mad Max, o ambiente pós apocaliptico em uma das Maratonas mais alucinantes onde alguém pode ingressar. O post ficou longo porém objetivo, e a Primeira Parte inclui Mad Max, Mad Max 2 - A Caçada Continua! Confira.


MARATONA - MAD MAX (PARTE 1)

E sem mais delongas Cavaleiros e Amazonas, esta é a nossa primeira postagem onde trazemos uma Maratona de filmes totalmente cabíveis para meros mortais, recomendações de filmes antigos para te colocar por dentro do que acontece no mundo dos cinemas, principalmente agora, semana antes da estréia do tão aguardado Mad Max - Estrada da Fúria. Portanto, leia o post inteiro, corra para pegar uma pipoquinha e veja os três filmes, pois vale muito a pena. Nessa primeira parte, falaremos apenas dos dois primeiros filmes da trilogia. Bora começar? 

Mad Max

Filme de George Miller, como diretor e roteiro, e produzido por James McCausland e Byron Kennedy, produzido em 1979 e com estréia em 1980, nos EUA e logo em seguida na Europa, conta a história de Max Rockatansky (Mel Gibson, acredite se quiser, em seu primeiro filme), um policial rodoviário que precisa lidar com gangues insanas em uma época onde o combustível é escasso e a abundancia de arruaceiros motociclistas lutando por poder e pela baderna é cada vez maior. O inicio de uma era pós-apocalíptica, Mad enfrenta Knight Rider, um vagabundo dono do último carro V8 da época, e acaba matando-o. O carro é levado para delegacia, e o caos só está começando. Companheiros de Knight Rider começam a caçar cada policial rodoviário, até chegarem em Max, colocando a sua família em perigo.


SPOILER

Os arruaceiros que caçam Max acabam encontrando ele e sua familia fora da cidade, e Max precisa se vingar. Como todo bom filme de vingança, os seus feitos são frios e gostosos de serem assistidos. Torcemos por ele do começo ao fim. A cena de sua esposa (Jesse, interpretada por Joanne Samuel) correndo pela estrada junto de seu filho é imortalizada nos cinemas até hoje. Cena desesperadora digna de roer as unhas. É aí então que vemos Max usando o famoso V8, o som mais agradável e bárbaro que um carro pode fazer, no filme chega até a arrepiar.

FIM DO SPOILER



Curiosidades sobre o filme: 

Um dia antes das filmagens, Mel Gibson arrumou briga em um bar e acabou ganhando uma bela cicatriz no rosto - é claro que causou felicidade nos produtores, uma vez que Max ficou com ainda mais cara de machão.

Até 1998 o filme ainda estava no Guinness Book como o filme que mais teve retorno financeiro na história dos cinemas. Gastaram cerca de 500 mil dólares e tiveram um retorno de 100 milhões nas bilheterias de todo o planeta.


Apesar do primeiro filme se tratar de uma época ‘pós-apocaliptica’, o clima desértico se intensifica somente no segundo e no terceiro filme. O primeiro ainda é comum, os policiais tem seus uniformes, Mad tem a sua casa, coisas que não estão presentes nos dois futuros filmes, onde é apresentando um mundo mais acabado, mais escasso, destruído e arruinado. E é assim que começamos a falar de:


Mad Max 2 - A caçada continua.

Em 1981 George Miller voltou com a sequência do incrível filme de Mel Gibson, também foi sucesso nas bilheterias e com toda certeza serviu para enriquecer ainda mais o ícone da cultura pop que é Max nos dias de hoje.

Nesse filme a disputa pelo combustível é ainda mais visível, o mundo apocalíptico e arruinado está por toda parte - porém ainda não fica claro que o mundo realmente está em crise pós apocalíptica, isso será explicado apenas no terceiro filme. O filme começa já com perseguições incríveis de gangues tentando pegar Max e seu Ford Falcon V8. E é claro, Max mostra que é machão o suficiente e consegue conquistar o caminhão de combustível tombado na estrada.  

Vagando pelos enormes desertos das terras sem leis, Max encontra uma fortaleza onde se manipula uma das maiores Concentrações de Petróleo, e não podia faltar, uma imensa gangue de bandidos cercam o local para tomá-la. E quem está lá para ajudar os bons samaritanos é ele, o “Homem de Preto sem medo algum”, acompanhado de um garotinho selvagem com um Bumerangue Assassino - também narrador da história.



SPOILER:

E a felicidade de ter o ultimo carro motor V8 dura pouco, o carro carrega algumas bombas-armadilhas justamente para que não seja roubado, e durante os combates, o V8 precisa ser eliminado para que a vingança de Max seja realizada. É um choque e uma tristeza, mas isso só torna Max ainda mais fodão!

FIM DO SPOILER



Curiosidade sobre o filme:

Existe uma cena no game do Fallout 3 onde o personagem principal, vestido com o traje da Vault caminha ao lado de um cão. A cena foi imortalizada, e trata-se de uma referencia de Mad Max 2, que também caminha ao lado de seu fiel companheiro, um canino. (link para imagem)

A referencia da cena também está em South Park, para quem é fã da série, já deve ter visto no quarto e um dos personagens principais, Stan Marsh.


Por hoje é só, volto com a segunda parte da nossa MARATONA MAD MAX