CRÍTICA - QUINTA TEMPORADA DE GAME OF THRONES!

Séries e TV | Por Lucas Fowl | Em 16/06/2015

Alguns piraram, outros disseram pela 50º vez "Nunca mais assisto isso", mas a verdade é que as Cronicas de Gelo e Fogo na TV tomou rumos que desanimou até mesmo aqueles que adoravam apenas a série e que nunca haviam lido os livros.


CRÍTICA - QUINTA TEMPORADA DE GAME OF THRONES!

Cavaleiros e Amazonas, peguem o hidromel, lá vem uma postagem que contém Spoilers, portanto, caso ainda não tenha assistido toda a série, acho melhor ir parando por aqui - a menos que não se importe. Também citarei algumas coisinhas do livro. É bobeira ficar bravo com os produtores por terem mudado tanto, mas, o que nos indigna é o rumo que a série levou de tal modo que até mesmo fãs da série - o pessoal que não leram os livros - ficaram um tanto decepcionados com os ocorridos.

A quinta temporada de Game of Thrones acabou feito o quarto e o quinto livros da série, com o telespectador gritando um palavrão no meio da sala. Essa série foi a que mais tomou caminhos distantes da dos livros originais, e de agora em diante, os criadores D.B. Weiss e David Benioff que levavam os livros de G. R. R. Martin como inspiração, terão que rebolar para fazer da série algo interessante e fora dos trilhos. Conhecemos isso como 'fillers', e a quinta temporada teve muito.

Os oito núcleos que compuseram a quinta temporada foram a Rainha Daenerys e seus Dragõezinhos fofos, Tyrion chegando ao outro lado do mapa após fugir da capital de Westeros, Jon Snow que teve um dos pontos mais altos da série em batalhas épicas contra os Outros, mas que tomou um dos piores rumos até o momento, Jaime que tomou o núcleo mais desinteressante de todos os tempos - até as cenas do Samwell das muralhas foi mais divertido do que as cenas de Jaime -, Cersei que manteve a sua belíssima atuação e encerrou a temporada da maneira que merecia, Arya Stark com seu duro treinamento para se tornar "Ninguém" no Templo do Deus das Mil Faces, Sansa Stark, protagonizou uma das cenas polêmicas da série toda e por fim Stannis, o Herói que foi transformado em besta demoníaca no penúltimo episódio e teve um fim totalmente decepcionante no ultimo.


Começando pelo que mais irritou aos fãs da série e também aos fãs dos livros, e porque:

Stannis até pouco antes da ultima cena do penúltimo episódio ainda tinha fãs, pessoas que realmente queriam vê-lo no Trono de Ferro, lugar que é seu por direito após a morte de Robert Baratheon, mas, acabou saindo dos trilhos completamente ao aceitar um acordo de Melissandre e dar a sua única filha como sacrifício para o Deus do Fogo - e ainda acabar morrendo no final das contas. O fato de ter queimado a sua própria filha fez com que perdesse totalmente os fãs que tinha, e o seu final como morto fez com que todos soltassem um alivio, porém, acabou de dar um fim patético para um dos personagens mais badass dos livros.

No Livro, Stannis ainda não invadiu Winterfell e deixa bem claro que caso ele morra, é a sua filha quem deve assumir o trono de ferro! Portanto, ele nunca faria aquilo com ela.

Cersei atuou bem, a atriz Lena Headey é sempre muito boa em suas atuações. Bem até demais para uma série que tinha um gráfico caindo, quase despencando. Sua trama dessa vez foi dar asas demais aos "pardais", um grupo de fanáticos religiosos que levam a coisa toda de 'pagar pelos pecados' a sério demais. E ela acaba sendo prejudicada por essa liberdade que lhes foi dada. A série contou com a Cersei sendo humilhada, caminhando nua por entre toda a cidade! Coisa que tem no livro, sorria!

Jaime Lannister, no quarto livro da série, ele está em uma campanha heroica tentando reaver o que é de direito dos Lannisters, na série, ele puxa um sidekick para o seu lado e parte para uma aventura em Dorne para salvar uma princesa - Myrcella, esquecida até mesmo pelos fãs da série, oras, quem se importa com ela?

No quarto livro das Cronicas de Gelo e Fogo existem sim alguns capítulos que falam sobre a menina, mas nada se compara ao clichê que é ter um Lannister indo salvá-la.

E nada se compara aos combates muito ensaiados e forçados protagonizados pelos personagens.

Brienne, no quarto livro tem uma saga, uma árdua caminhada em busca de Sansa - é, na série foi praticamente tão útil quanto uma porta.

Sansa Stark só apanhou e sofreu, chorou e foi estuprada, nada de muito diferente de tudo que fez durante as outras quatro temporadas. O que também deixou os fãs dos livros uma arara, já que nos livros ela permanecesse virgem e mais, ao lado de Mindinho, que tem gigantescos planos para trazer a menina de volta, e como Rainha do Norte.

Arya Stark teve os seus treinamentos, foi a Gata dos Becos como nos livros, e apesar das cenas um tanto trocadas e alguns personagens trocados aqui e ali, as suas cenas foram ótimas! E claro, pagando o preço que deve se pagar por mentir quando diz ser ninguém, mesmo ainda guardando todo ódio de quem ela é no fundo, Arya Stark.

No núcleo congelante, tínhamos Jon Snow, chegou em seu ápice com o jovem bastardo unindo os povos selvagens para combater os Outros para acima da muralha, e enfrentando as criaturas com a sua incrível espada de duas mãos de aço Valiriano, mais empolgação só com Daenerys domando seu dragão e saindo voando por aí. Mas, Jon Snow ter sido traído no ultimo episódio fez com que uma boa galera desistir da série. Snow é o herói, um dos protagonistas mais incríveis da série, e se mostrou ser tão valente que não pode ter um fim trágico ou inútil como acabou tendo. Não que no livro o seu final não tenha sido impactante, mas, ser esfaqueado pelos que diziam ser seus companheiros e cair de maduro no chão? HBO, fode não!


E por fim, a Rainha dos Dragões, Daenerys, que tomou decisões erradas, ficou perdida em meio as políticas da cidade, perdeu companheiros fiéis, foi alvo de tentativas de assassinato e no sétimo episódio teve o encontro mais do que incrível com Tyrion Lannister, um dos personagens mais carismáticos e adorados pelos fãs de toda a Cronica de Gelo e Fogo. Frágil porém capaz de domar Dragões, Daenerys finalmente montou a sua criatura e saiu por aí como uma boa Mãe dos Dragões, finalmente vimos Dragões queimando pessoas e pessoas enfrentando o Dragão com lanças, mostrando que até a dura e perigosa criatura pode ser morta! 

E você, que não leu os livros mas viu a série, saiba que a cena onde ela monta o seu dragão, nos livros, é 50% mais épica, com direito ao dragão queimando ela com toda a sua Rajada de Fogo estilo Charizard, e com a Rainha aguentando a pressão e tentando acalmar o seu filhote.


É mais do que óbvio que a série não agradaria os fãs dos livros. Fanboys nunca estão satisfeitos com nada e adoradores fieis das Cronicas de Gelo e Fogo realmente ficaram sem folego vendo as atrocidades feitas pela adaptação da HBO, mas convenhamos, trata-se de uma adaptação, e quem não gosta, que deixe de assistir a série - na verdade, não deveriam nem mesmo estar assistindo, e não me venha com a desculpinha de "eu só assisto para poder criticar depois", porque isso não cola.

O fato é que a quinta temporada deixou muitos fãs da série (pessoas que nunca leram os livros) de queixo caído e muito decepcionados com tudo o que houve - principalmente com Jon!

A série manteve o nível de suspense e o ritmo de tirar o fôlego! Choramos, rimos, e ainda sim gritamos palavrões ao longo dos episódios, o figurino continua magnifico, a fotografia digna de série da HBO que nunca deixa de ser boa. Os produtores da série querem que tudo termine na sétima temporada. De qualquer maneira, estamos sempre ansiosos para saber o que acontecerá em 2016 na sexta temporada da série, alias, é difícil viver sem Game Of Thrones. Até lá, quem irá ler os livros?


E o Bran Stark? Cadê? Espero que ele seja o núcleo que junto de seus amiguinhos de dentro das árvores consiga salvar o Snow da enrascada final!