B.B. KING - HISTÓRIA DO REI DO BLUES

Música | Por Lucas Fowl | Em 15/05/2015

Nessa madrugada se foi B.B. King, em Las Vegas depois de estar hospitalizado por dois dias, e o mundo do Rock e do Blues sentirá a sua falta para sempre. Mas, você sabe dos seus feitos? Conhece bem o melhor guitarrista de todos os tempos? Confira!


B.B. KING - HISTÓRIA DO REI DO BLUES

"E o Blues nunca morrerá", é assim que penso toda vez que escuto Blues no ultimo enquanto cozinho, desenho ou escrevo, e o meu amor por esse estilo de música só aumenta. E durante essa madrugada (15) partiu dessa para melhor o "Rei do Blues", nascido em 16 de setembro de 1925, o homem ganhador de 16 prêmios Grammy, mais de 50 discos em quase 60 anos de carreira e músicas que são mais do que hinos do Blues, estou falando de B.B.King.

Riley B. King ganhou esse apelido quando tocou foi contratado como DJ em uma rádio em 1949, "Blues Boy" ou B.B. 

Riley conheceu o Blues aos 9 anos de idade após a morte da mãe, foi criado pela avó - e é aquela vida sofrida de um garoto negro que precisa trabalhar como os adultos da família para sobreviver. Ganhava US$0,75 por dia com seu trabalho de colher algodão. Nos anos 1930, Riley construiu a sua primeira guitarra com fios de algodão atados a um cabo de vassoura, e nessa mesma década comprou o seu primeiro violão de verdade quando recebeu um adiantamento de 15 dólares.

Aprendeu tudo sozinho, gostava de ser levado pela música e pelas melodias. Se tornou centro das atenções quando os shows com o violão eram a maior atração com a falta de eletricidade onde vivia. Mas foi em 1948 que se mudou para Memphis para tentar carreira musical, teve ajuda de Bukka White, seu primo, que na época já era um dos mais célebres músicos de blues. 

King sempre foi apaixonado pelas suas guitarras, passou a chamar todas as suas guitarras de "Lucille" depois de ter enfrentando um incêndio em seu show no Arkansas (1950) que havia começado por causa de uma briga entre dois jovens por causa de uma garota - Lucille


Em 1952 B.B.King lançou seu primeiro sucesso, "Three O'Clock Blues". E em 1956 começou a sua turnê pelos EUA. Desde então só foi ganhando fama e prêmios, e cada vez mais se tornando a lenda do Blues. 

Ganhou os ouvidos de jovens adoradores de Rock quando abria shows para os Rolling Stones em 1969, e nessas turnês se encontravam Ike e Tina Turner (A Rainha do Rock)

Foi em 1987 que entrou para o Hall da fama do Rock, três anos depois de ter entrado para o Hall da Fama do Blues

Os feitos de B.B.King foram mitos dignos de "Conquistas Desbloqueadas" que valem pontos infinitos, como dar ao Papa João Paulo II uma "Lucille" de presente, ou quando em 2012 fazer parceria com Barack Obama em um show de blues na Casa Branca. 

Infelizmente, depois de tantas conquistas, no final de 2014 King precisou deixar de lado uma turnê por conta da saúde e aos 89 anos em Las Vegas, faleceu depois de dois dias hospitalizado após sofrer uma desidratação por causa da diabetes tipo 2. 

O "Embaixador das guitarras Gibson no mundo" (ganhou esse titulo pela própria Gibson Guitar Co.), foi-se, mas deixou centenas de discípulos, porque não dizer milhares. Inspirou grandes guitarristas como Stevie Ray, Slash, Jeff Beck, Jimi Hendrix, George Harrison, Buddy Guy e o outro mito ainda vivo, Eric Clapton


Para vocês caros leitores que também curtem o fera, e até para os que nunca ouviram as suas melodias, segue o link de uma playlist especial em seu nome no Spotify. Segue o link do Artista. E claro, a minha maior recomendação, seu Álbum do ano 2000 junto com Eric Clapton, aprecie

Sentiremos sua falta! ;)